“Conta-se a história de um grande guerreiro samurai, considerado o mais forte e temido da época, mas com uma índole violenta e raivosa. Este procurou um monge no monastério:

— Monge, ensine-me sobre o céu e o inferno! Disse ele com uma voz acostumada à obediência imediata.

O monge, um velhinho de 80 anos, olhou para o terrível guerreiro e respondeu com o mais absoluto desprezo.

— Ensinar a você sobre o céu e o inferno? Eu não poderia ensinar-lhe coisa alguma. Você está imundo. Seu fedor é insuportável. A lâmina da sua espada está enferrujada. Você é uma vergonha, uma humilhação para a classe dos samurais. Suma da minha vista! Não consigo suportar sua presença execrável.

O samurai enfureceu-se e, tomado pelo ódio, o sangue subiu-lhe ao rosto e ele mal conseguia falar de tanta raiva. Empunhou a espada, ergueu-a sobre a cabeça e se preparou para decapitar o monge.

Isso é o inferno! Disse o monge calmamente.

O samurai ficou pasmo. A compaixão e absoluta dedicação daquele pequeno velho homem, oferecendo a própria vida para ensinar-lhe sobre o inferno, deixou-lhe paralisado! O guerreiro foi lentamente baixando a espada, cheio de gratidão, subitamente pacificado.

E isso é o Céu! Completou o monge com serenidade.”

Uma coisa é bem clara em minha vida: mesmo que muita gente não acredite no Céu ou no Inferno, ambos existem e estão presentes através de momentos. Você pode encontrar aqui na Terra alegria e paz, ou tormenta e escuridão, mas cabe a você decidir qual desses dois será a sua eternidade. Tudo aqui não passa de ‘um momento‘, mas logo isso acaba e o que você viveu, você terá eternamente!

Você já escolheu o seu momento de eternidade?

“Mas Israel será salvo pelo Senhor com uma salvação eterna; vocês jamais serão envergonhados ou constrangidos, por toda a eternidade.” Isaías 45:17


Fiquem na Paz!                                                          @GustavoWoerner

Categorias: Reflexões

Comente pelo Facebook »