Bom dia, boa tarde, boa noite, garotinho(a) juvenil! Está no ar mais um podcast do MassaCrente. E no episódio de hoje Edu Kokinho e seu sidekick Danilo Almeida convidam Daniel Jerimum (Catavento), Rafael Butity (Maná Com Manteiga), Ribamar Nascimento e Ricardo Oliveira (Diversitá) para uma jornada em busca de autoconhecimento e sentido da vida 😀

Ouça, compartilhe, comente!

Play

Baixe o arquivo em ZIP

» Assine o Feed do Podcast
» Siga o @MassaCrente no Twitter
» Curta nossa página no Facebook.
» Mande seu comentário para contato@massacrente.com.br

 

Mencionados nesse cast

» Podcast Diversitá (jabá do Ricardo)
» Catavento (jabá do Daniel Jerimum)
» Viver de Blog (mencionado pelo Ricardo)
Categorias: Podcast

Comente pelo Facebook »

  • http://www.riba.com.br/ Riba

    Não falamos de anti heróis como Walter White, Ikki dos Cavaleiros, Ranger Verde.
    Comentem quais seus heróis e anti heróis favoritos!

  • http://peloamordedeus.org.br/ Eduardo Silveira

    Tá no ar!
    Sempre vi o anti-herói aquele cara que, apesar de mau, ficamos do lado dele, ou seja, não necessariamente eles fazem coisas boas. Um belo exemplo é o da série Sons of Anarchy. Os Sons são criminosos, mas a tendência é ficar do lado deles, como se eles fossem os mocinhos, pois “eles querem o melhor para Charming”. Bom, isso é o que eles querem que a gente pense! Mesmo assim, queremos que eles se deem bem, pois as outras gangues parecem ser piores que eles. Eles são tipos os “menos piores”. hahaahah

    Abraço
    EddieTheDrummer (PADD)

  • Lucas Eduardo Pires Ramos

    Penso que a proximidade conosco citada por vocês no podcast faz com que gostemos mais do Anti Heróis, eu terminei de ver a primeira temporada de Demolidor recentemente e sinceramente foi ótima, e eles sempre colocaram como argumento do Demolidor e do Fisk, será que isso se encaixa como spoiler?, “Eu amo essa cidade, quero torna-la melhor” isso mexe muito com as pessoas. E faltaram comentar ou você morre herói ou vive tempo suficiente para se tornar o vilão, será que isso é verdade mesmo? Um desenho do Superman que eu gostei muito foi “Superman contra a Elite” que aparecem pessoas com alguns poderes como justiceiras e faz as pessoas acreditarem que na verdade há a necessidade de matar as pessoas más e o Superman se opõe a elas e possui um desfecho ótimo eu recomendo, abaixo uma cena do Filme.

  • http://luisvulcanis.blogspot.com.br/ Luis Vulcanis

    Fala Galera! Entendo que este fascínio que os anti-heróis exercem sobre nós deve-se ao fato de que os mesmos realizam os atos que muitas vezes estão contidos em nós e refletem as nossas imperfeições.

    Por outro lado os heróis “certinhos” acabam se tornando um tanto ilusórios, veja o Super Man, por exemplo: dá uma ideia de que ele só age assim pelo fato de não ser da terra.

    A Bíblia acaba reafirmando isso ao mostrar que o único herói autêntico e completo é Jesus, um homem cujo reino não é deste mundo.

    No tocante aos heróis bíblicos (ou anti-heróis) faltou Gideão que tem um processo de construção bem interessante. Um cara que vem de um contexto de miséria e desilusão e que não trás em seu nome nenhuma possibilidade de ser valioso para sua geração e é justamente aquele que conduzirá o povo a vitória ao permitir que o próprio Deus seja o seu mentor.

    Grande abraço!
    Luis Vulcanis
    http://www.esconderijounderground.com

  • Rebeca da Gama

    É, Edu Kokinho, sua voz tá de gente grande haha

  • Rebeca da Gama

    Pô, Megamente é muito legal :)

  • http://pupilasembrasas.com.br Nito Xavier

    Agora entendi o fato de não ser muito fã do Batman, o cara é fascista.
    Prefiro os heróis, me impressiona mais ver como saem das situações sem cometer deslizes, tanto que meu personagem favorito de Breaking Bad é o Hank.

    Abçs

  • Welber Martins

    Tomei vergonha Edu e depois de muitos bons programas que ouvi depois desse me vejo obrigado a comentar que qualquer tema aqui se aprofunda acho o maior anti Herói que vi nas telas é o Spaw da Bíblia pra mim o Sansão apesar de desobediente o juiz salvou Israel vlw galera

  • Ricardo Oliveira

    Uma honra participar desse papo. Foi massa demais!

  • Igor Jacaúna Martins

    Olá pessoal!

    Só pra dizer que Netflix vai incluir no catálogo nossos heróis da Manchete. o/

    Cara, para o Orelha o César, do filme Planeta dos Macacos: A Origem. É herói ou anti-herói?

    PS: Me amarrei na música final

    Falou turma! Abraço a todos!

  • Gabriel Tuller

    Episódio muito bom galera! A questão da jornada do Heroi é algo que eu uso aqui no meu trabalho também no conceito de Storytelling pra fazer os trabalhos. É bem interessante aplicar esse conceito de história pra uma apresentação de marca da empresa ou de um produto novo, palestras, etc.

    Eu não lembro se vi alguma vez o paralelo com essa história e Jesus, mas poderia ser interessante.

    Abraço galera!

  • Pingback: Fantasias medievais e The Witcher 3 (Diversitá #35) - diversitá()