Você já reparou que as pessoas mais simples parecem ser as pessoas que têm mais fé? Geralmente vemos naquelas igrejinhas de bairro cristãos com histórias de vida muito difíceis, famílias pobres, com pouco ou quase nenhum conforto em suas vidas, não há espaço para status e luxo, e nesses lugares observamos uma fé simples e cheia de poder. Será que essas pessoas tem mais fé porque não tem outra escolha, elas creem num Deus que as abençoará e enxugará todas suas lágrimas ou essa fé é genuína e não depende de sua classe social?

Uma pergunta te faço: você prefere ter uma vida simples, sem frescuras e ser cheio de fé no Deus todo Poderoso e confiar em Sua promessa que você receberá uma recompensa em Seu Reino OU ter uma fé mediana, não depender tanto de Deus mas ter ótimos recursos financeiros e uma vida terrena abastada sem ter que fazer grandes sacrifícios? Difícil essa pergunta não? Os Racionais Mc’s já fizeram essa pergunta há muitos anos atrás em sua música Vida Loka: “Viver pouco como um rei, ou muito como um Zé?”.

Lógico que uma situação não anula a outra, você pode ser próspero, nunca ter passado por nenhuma grande dificuldade financeira e ser cheio de fé, mas penso que quanto mais dinheiro você possui menos de Deus você fica dependente (Mateus 19:24).

Jesus disse que deveríamos imitar as crianças, e algo que penso sobre um menino e menina é que eles querem brincar e se divertirem, não se importam com a marca da roupa que vestem, não querem saber se o carro é importado ou um popular mesmo, não buscam o reconhecimento da sociedade mas sim um simples elogio de seus pais, elas não se importam se em suas férias vão pegar um avião e irem para a Europa pois o que elas querem é estarem felizes com seus amiguinhos ao lado.

“Portanto, aquele que se tornar humilde como este menino,
esse é o maior no reino dos céus.”
Mateus 18:4

Nesse contexto lembro também da necessidade de ajudar, precisamos parar de olhar para nosso umbigo e ver que há muitas pessoas passando por necessidades, principalmente nossos irmãos e irmãs na fé (Gálatas 6:10). Se não os ajudamos, o Evangelho que tentamos viver não passará de palavras vãs sendo proferidas por hipócritas.

“Se a caridade que fazermos não pesa pelo menos um pouco em nosso bolso,
ela está pequena demais.”
C. S. Lewis

Quero ter uma fé “simples” sem vários adornos e adereços, quero me entregar mais ao Pai e questionar menos, quero confiar no Senhor tendo muito ou pouco, sendo rico ou pobre quero viver como um pequeno Cristo nos poucos dias que Deus me dá aqui nesta terra.

Toda honra e louvor ao Senhor!

Abraços, Rafael Paiva

Categorias: Reflexões

Comente pelo Facebook »