Cautela. Todos nós temos cautela seja com amigos, com estranhos, com situações, e com Deus não seria diferente. A partir do momento em que começamos nosso relacionamento com Deus, nos entregamos em Suas mãos, mas, convenhamos, somos cautelosos. Temos medo dessa entrega e muitas vezes não conseguimos confiar nEle.Por mais que queiramos conhecer e deixar ser conhecido por alguém, a cautela estará presente nesses momentos novamente. A proximidade com o próximo gera uma tensão.

Você sabia que se o planeta Terra estivesse 1cm mais perto do sol no sistema solar, não teríamos condições de vida por causa das altas temperaturas que estaria sobre nós, e, se o planeta Terra estivesse 1cm mais longe, a vida estaria impossibilitada devido a baixas temperaturas? Interessante, vamos refletir.

Nossa proximidade com Deus também gera uma tensão. Assim como a terra tem um lugar certo para o funcionamento perfeito da natureza, nós também precisamos de um lugar certo. Muitas vezes pensamos como a proximidade ao sol: se nos aproximarmos de Deus, nem que seja 1cm, seremos prejudicados.

Por mais que sejamos cautelosos, com Deus essa necessidade de cautela é excluída. Lendo o Salmo 139 inteiro podemos perceber isso: “Antes mesmo que a palavra me chegue a língua, tu já a conhecer inteiramente, Senhor.“ (Sl 139:4). Então não precisamos esconder nada dEle, Ele nos conhece por completo.

Deus não quer que tenhamos medo de nos aproximar dEle porque Ele nos ama. A Sua palavra nos testifica disso e ao mesmo tempo nos conforta: “No amor não existe medo; ao contrário o perfeito amor expulsa o medo, por que o medo pressupõe castigo.“(1 Jo 4:18).

Ao discursar sobre a fé cristã, CS Lewis afirma “Acredito no cristianismo como eu acredito no sol, não por aquilo que ele é, mas porque através dele eu posso ver tudo ao meu redor.“. O sol sempre está brilhando, independente se você o vê ou não, mas ele está ali. Assim Deus também está aqui e agora para você: mesmo você não o vendo, mas vendo todas as coisas através dEle. Basta você se aproximar dEle.

A pergunta que fica é: porque tanto medo de se queimar?

Quando os discípulos estavam navegando e Jesus lhes apareceu sobre as águas, se aproximando do barco, o medo tomou conta deles. Naquela hora e neste momento as palavras de Cristo para você são estas: “Coragem! Sou eu. Não tenham medo!“ (Mt 14:27).

Não tenha medo de se aproximar de Deus, não tenha medo de se queimar. Ame a Cristo e lance fora todo o medo. Entregue sua vida a Deus sem cautelas, sem reservas, “Confie nEle e o mais Ele fará!“ (Sl 37:5)

Maitê Beatriz Brueckheimer @memaite

Categorias: Reflexões

Comente pelo Facebook »