Nunca fui revoltado com a vida: brincava na casa de meu primo; ia a festas de aniversário; acampava com os pais e os amigos; divertia-me batendo uma bola com o João, Felipe, Tiago e o Lennon; tomava banho de piscina na de conhecidos dos meus amigos e fazia bagunça. Tive uma infância normal. Bem divertida por sinal.

Não nasci em uma família cristã. Eu e minha mãe íamos à igreja, mas éramos “evangélicos não praticantes”. Quando comecei a doutrina (conhecida como catequese), ali pelos 11 ou 12 anos, eu era o terror. Eu sentava a direita do ‘pastor’ e meu primo a esquerda. Haha, éramos os piores. Lembro-me de ter queimado na frente da igreja o catecismo menor; lembro-me de ter tirado o meu BV (boca virgem [sim, eu não sou nem era santo]) no ponto de ônibus, na frente do pastor. Naquele momento fui inserido no mundo do “Ficar”.

Ficar com as meninas era legal, todo mundo na escola ficava, porque eu teria que ser diferente? Na 7ª série, ficava com meninas da 8ª (uma vitória, eu era um dos poucos que conseguia). Participava do Grupo Folclórico e minhas parceiras quase sempre eram as minhas ficantes.

Larguei esse mundo logo após minha transferência para ser um verdadeiro cristão. Na 8ª série comecei a frequentar um grupo de jovens, e aprendi algumas coisas. Ficar não era mais legal. As pessoas ali não gostavam de serem usadas e depois jogadas fora. Reaprendi o significado real do ficar em uma palestra do Marcos Scheidt, quando pegou dois pedaços de papel e colou uma pequena parte entre os dois.

“Isso é o que acontece quando duas pessoas ficam e depois ‘desficam’”

Puxando os dois papéis, um deles acabou sem um pedaço. Entendi o significado. Ficar com alguém pode te deixar mais completo, mas assim tu rouba uma parte da outra pessoa. Desde então não fiquei mais. Botei como objetivo na minha vida esperar a garota certa. Desde então são Sete anos!

Na Bíblia, a Palavra de Deus, não nos fala nada sobre ficar ou namorar: não condena nem incentiva. É uma escolha sua esperar a pessoa certa e “ficar uma vida” com ela ou perder um pedacinho de sua vida com cada pessoa errada que tu fica!


Fiquem na Paz!    @GustavoWoerner

 

Categorias: Testemunhos

Comente pelo Facebook »