Posso não ser o cristão que mais ora, posso não ser um cristão que tem muito conhecimento teológico, posso não ser o cristão que mais jejuo, posso não ser o cristão que mais oferta e faz caridades, mas busco tem um caráter aprovado pelos homens e principalmente ter um caráter aprovado por Deus (Salmo 26).

Nós como Igreja, principalmente aqui no Brasil temos uma grande necessidade, que é sermos moldados e transformados pela Palavra, precisamos mudar nossas atitudes, mudar nossos pensamentos e nossas ações, precisamos ser diariamente transformados em nosso caráter para cada dia mais sermos como Cristo foi (Romanos 12:2), precisamos ser homens e mulheres íntegros.

Sou pecador confesso, o que havia de bom em mim era simplesmente orgulho, reconheço que sem Cristo sou um miserável, pobre, cego e nu, mas glória a Deus Ele me escolheu e hoje sou transformado, sou uma nova criatura (2 Coríntios 5:17). Hoje eu busco amadurecer e crescer em fé, mas vejo que muitas vezes nós cristãos pecamos não porque cometemos algum crime, não porque deixamos de orar um dia ou deixamos de ajudar um irmão, nem tão pouco porque ficamos com preguiça de ir ao culto, mas pecamos pela deficiência em nosso caráter.

Muito se é pregado sobre oração, devemos ficar oras e oras com os joelhos no chão clamando a Deus, muito se é pregado sobre dízimos, ofertas, prosperidade, ajuda ao necessitado, missões, muito se é pregado para o jovem esperar a bênção em Deus, buscar a santidade e se abdicar do sexo fora do casamento, muito se é pregado sobre a restauração de casais e de famílias, enfim, tudo isso é muito bom, mas o caráter, que é o que transparece em nossas atitudes em nosso dia a dia acaba ficando em segundo plano. Não tem como você querer ser um cristão e dar um bom testemunho para as pessoas tendo um caráter desregulado, reprovado ou duvidoso. Os apóstolos de Cristo colocaram o caráter do homem em primeiro lugar para tomarem uma decisão:

“Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de BOA REPUTAÇÃO,
cheios do Espírito Santo e de sabedoria,
aos quais constituamos sobre este importante negócio.”
 Atos 6:3

Então acho que devemos pregar mais sobre como sermos verdadeiros e fiéis (2 Timóteo 2:2), devemos dar mais valor às pessoas transparentes, confiáveis, responsáveis, maduras, que não ficam dando desculpas nem dizem meias verdades, devemos honrar as pessoas sinceras, que não bajulam, que não estão em busca do interesse próprio, pessoas que o seu sim é SIM e o seu não é NÃO (Mateus 5:37), pessoas que cumprem o que prometem, pessoas que não agem por impulso mas sim com sabedoria, pessoas que tem o bom senso no agir e no falar, pessoas que praticam a justiça mesmo se elas tiverem que ficar no prejuízo, devemos buscar ter o caráter do Mestre, que mesmo sendo homem teve o caráter 100% aprovado por Deus.

Toda honra e louvor ao Senhor!

Abraços, Rafael Paiva

Categorias: Reflexões

Comente pelo Facebook »