O que você pensa sobre beleza? Você é do tipo de pessoa que gasta uma boa parte do seu dinheiro com drenagem linfática, cremes, perfumes, academia, roupas de grife, e sempre frequenta um salão de beleza? Ou você é do tipo de crente que acha que tudo isso é superficial e fútil, que acredita que apenas a beleza interior é o que importa, o exterior vai virar pó mesmo então você não está nem aí? Bem, minha opinião sobre beleza é o seguinte: para mim a beleza é um dom. Como assim um dom, tá maluco Rafael? Você pode estar pensando agora “nossa, que besteira, onde está a escritura que fala que beleza é um dom? Dons são espirituais segundo 1 Co 12:4-11!”. Calma lá, vou me explicar.

O dom é algo que Deus nos abençoou para que usássemos para avançar o Reino, são qualidades, competências que temos que podemos usar tanto de uma forma boa como de forma negativa. Por exemplo, quem tem o dom de músico, você pode compor letras que irão edificar vidas, você pode cantar louvando a Deus ou você pode utilizar esse dom para gerar conflitos e promover a promiscuidade entre as pessoas. Da mesma forma, vejo a beleza como um dom, existem pessoas lindas (a minoria obviamente), homens e mulheres que chamam atenção por sua beleza, e essas pessoas podem usar essa beleza para o bem próprio, como por exemplo mulheres utilizam-se de sua beleza/sensualidade para conquistar um bom cargo em uma empresa, ou podem usar essa beleza para servir a Deus, por exemplo uma modelo que viaja o mundo e seu alvo é falar de Jesus por onde passar.

“Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus.” 1 Pedro 4:10

Logicamente que a beleza está nos olhos de quem vê, ou seja, eu posso achar uma pessoa linda e outro não vê nada de especial nessa mesma pessoa, o que faz o dito popular muito verdade “Quem ama o feio bonito lhe parece”. Mas o mundo impõe um padrão de beleza que todos acabam buscando seguir: pessoas magras, com o corpo malhado, cabelos lisos e para dar o toque final roupas de grife. Não há nada de errado em se cuidar, e eu acho que é até necessário, e como disse penso que a beleza é um dom, ou você nasce lindo/linda ou não, mas o problema é que com esse modelo de pessoa perfeita que vemos na TV e nas capas de revista, as pessoas “comuns” iguais a eu e você podem se sentir inferiores, esse padrão de beleza pode jogar nossa alto estima lá para baixo, mas pode ter certeza, isso é um engano do inimigo!

“Enganosa é a beleza e vã a formosura.” Provérbios 31:30

Deus que nos criou correto? Então se Deus criou eu e você, e toda criação dEle é perfeita, nós somos perfeitos, mesmo se eu não sou alto (tenho 1,66 m.), mesmo se eu não tenho olhos verdes eu sou perfeito, e seria muito injusto, eu seria muito ingrato se eu culpasse a Deus por não ter mais altura. Sabe o porquê nós somos tão diferentes uns dos outros? Uns são magros, outros mais fofinhos, outros são altos, ou baixos, negros, loiros, pardos, etc., somos todos de biótipos diferentes porque Deus é um Deus de diversidade, Ele gosta de criar coisas novas a cada dia. Imagina um mundo onde todos fôssemos parecidíssimos, ia perder a graça não é verdade? O legal é você abraçar aquele amigo gigante que sua cabeça não chega nem na altura do peito dele, o legal é tirar uma foto entre amigos e ver vários tons de pele completamente diferentes, mas todos estão com um sorriso no rosto, o legal é pedir para aquele seu amigo que tem a genética do Hulk abrir um pote que ninguém consegue e depois chamar aquele amigo magrelo que só ele sabe fazer um bom rango, o legal é ver como é o cabelo de sua amiga antes de entrar na piscina e no que se transformou depois de um dia de água com cloro.

Acredite, mesmo que você não tenha sido abençoado com o dom da beleza você é perfeito(a) do jeito que é! E viva a diversidade 🙂

Toda glória e louvor a Deus.

Abraços, Rafael Paiva.

Categorias: Reflexões

Comente pelo Facebook »